NOTÍCIAS

Em setembro, os designers brasileiros apoiados pelo Projeto Raiz de incentivo à internacionalização ? promovido pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) ? participam de mais uma mostra Itinerante em embaixadas brasileiras pelo mundo. Dessa vez, as 28 peças mobiliário assinadas por designers brasileiros poderão ser vistas em Londres, de 18 a 30 de setembro de 2018. O conjunto de peças escolhidas destaca os principais atributos do design nacional: criatividade, inovação e sustentabilidade.

A ideia da mostra, que corre paralela à Semana de Design de Londres, é levar ao mundo as múltiplas características que compõem o design brasileiro e posicionar a indústria moveleira por meio da projeção de seus designers de mobiliário. As peças participantes são assinadas pelos estúdios Alessandra Delgado, Andrea Macruz, Aristeu Pires, Carol Gay, Daniela Ziegler Design, estudiobola, Faro Design/Ilse Lang, Gisela Simas, Gustavo Martini, Indio da Costa Design, Jader Almeida, Larissa Batista, Lattoog, Leo Romano, Noemi Saga Atelier, Paulo Alves, Plataforma4, Quadrante Studio, Reboh Design, Renata Rubim Design & Cores, Ricardo Rodrigues/NDT Design, Roberta Rampazzo Design, Studio Marta Manente, Tora Brasil e Wagner Archela.

Na abertura oficial, dia 19 de setembro, às 17h, o Projeto Raiz promove um bate-papo sobre o panorama do design brasileiro contada segundo as histórias dos designers Gustavo Martini, Roberta Rampazzo e Aristeu Pires. A grande miscigenação do país e a decorrente variedade de culturas são traduzidas nessa exposição num convite a observar o modo de sentar do brasileiro pelas vias da celebração, trabalho, religião ou repouso. A jornalista e historiadora Ethel Leon contribuiu com uma história sobre o sentar do brasileiro, que conduz a narrativa da exposição.

A evolução dos traços e as inspirações dos designers do país são combinados aos costumes culturais e a variedade natural do Brasil, multiplicidade capaz de agregar características únicas aos produtos. Sobre tal ponto também exposto durante a mostra, Ethel comenta: ?O mobiliário brasileiro moderno nunca ignorou a produção dos grandes mestres internacionais e consolidou tradições próprias, que se ancoram, sobretudo, no uso dos lenhos nativos, de diferentes densidades, cores e texturas. Uma poltrona cuja base seja de madeira maciça, se bem projetada e fabricada, dura mais de cem anos, tempo suficiente para repor a matéria-prima em escala?, comenta.

A exposição "O Sentar do brasileiro" faz parte do circuito de mostras do Projeto Raiz iniciado em Milão com a participação na mostra Be Brasil, no Fuorisalone. O Projeto Raiz estimula a participação e o fortalecimento dos designers brasileiros no exterior através de ações estratégicas personalizadas e participação em mostras como essa. As mostras itinerantes contam com o apoio das embaixadas brasileiras/Ministério das Relações
Exteriores.

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2018
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso