MATÉRIAS

Linhas retas, desenho limpo e formas geométricas facilmente identificáveis marcam esse tipo de construção

A arquitetura contemporânea é o reflexo de uma linguagem que começou a ser praticada a partir dos anos 1990, podendo se manifestar de formas diferentes, respeitando as características exigidas em cada projeto. Ser atemporal é um dos principais ingredientes dessa receita, porque expressa a identidade de acordo com as tendências a curto e longo prazo, arquitetando algo que se mantenha esteticamente agradável por anos. Linhas retas, um desenho limpo e formas geométricas facilmente identificáveis marcam esse tipo de construção, sempre se atrelando às tecnologias existentes e à incansável preocupação com a sustentabilidade. 

Fotos: Marcelo Stammer/Divulgação

O conceito deste projeto – de Olesko e Lorusso Arquitetura e Interiores - foi criar uma arquitetura que se integrasse com a paisagem, por isso foram utilizadas pedras naturais de revestimento (filete irregular de pedra ferro) e todo o paisagismo conversa com a arquitetura e a paisagem. Grandes panos de vidro e guarda-corpo externos e internos em vidro criam uma vista mais limpa. 

A fachada em tonalidade escura é um contraponto com o projeto de interiores – de Valliatti e Tomasi Patrão -, no qual as cores vibrantes são predominantes. A base monocromática cinza é um dos elementos que garantem a proposta atual da arquitetura, combinando um tom mais claro e um mais escuro. A pequena área verde no entorno da residência serve para trazer um toque a mais de cor, sem roubar a sobriedade. 

Seguindo o conceito contemporâneo, o projeto arquitetônico da residência de 300 metros quadrados - de autoria de Stockler + Posanske - é marcado por linhas retas e cores neutras. O projeto foi feito em "L", para garantir um melhor aproveitamento da área de lazer proposta. Na fachada, revestimentos em madeira e cimentícios predominam. 

Fonte: Folha de Londrina 


Copyright Portal Obra24horas | 2005-2018
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso