ARTIGOS

Esse será o ano de inauguração de talvez um dos maiores projetos do arquiteto Renzo Piano, considerado um gênio contemporâneo dentro do setor. Resultado da parceria de dois mestres da atualidade, o Centro de Arte Botín tem visual desenhado por Piano e o arquiteto Luis Vidal. 

Em obras desde 2012, o Centro de Arte Botín, na Espanha, pretende ser inaugurado oficialmente ainda em 2016. Ele já conta com algumas de suas estruturas abertas ao público, como seu lindo Jardín Pereda, retrato da própria harmonia entre natureza e a cidade.

Com cerca de 6.000m² entre suas mais diversas estruturas, o Centro foi construído onde antes era um estacionamento, e sua proximidade com o mar permite uma comunhão perfeita entre cidade e natureza, conectando o visual da metrópole à sua baía.

Vidro e Aço

Com amplas estruturas em aço expostas no exterior do prédio, além de suas paredes de vidro, o Centro reúne em sua imagem modernidade e estilo. Foram exploradas figuras geométricas e bordas arredondadas, dando ao prédio um aspecto etéreo e de conotações futuristas.

Localizado numa das principais cidades turísticas da Espanha, o Centro de Arte Botín pretende ser referência entre centros culturais ao redor do mundo, e reunirá galeria de arte, espaço educacional e praça pública, incluindo seu anfiteatro e jardim.

Estilo ousado de um dos maiores arquitetos do mundo

Ousado e sempre inovador, Piano é famoso pela utilização da chamada arquitetura high-tech. Conhecido também por seus diversos projetos na área cultural, ele é autor de museus, centros culturais e bibliotecas ao redor de todo o mundo. 

Hoje dono da Renzo Piano Building Workshop (RPBW), o arquiteto Renzo Piano dispõe de mais de 100 profissionais em sua empresa. A RPBW já possui sedes em Genebra, Paris e Nova Iorque.

O Centro Botín, como seu primeiro projeto na Espanha, não podia ser diferente no quesito inovação. Instalado na cidade espanhola Santander, a construção expõe altivez e visual futurista, contrastando com a beleza natural que a própria cidade já possui. 

Arte high-tech em forma de arquitetura

A tecnologia arrojada é uma das características mais destacadas nos projetos de Renzo. O projeto mais famoso de Renzo Piano, o Centro Georges Pompidou, em Paris, é um exemplo de sua arte em forma de arquitetura, e expõe do melhor jeito high-tech tubulações aparentes, estruturas em aço visíveis e outros elementos.

O modelo, que vem de uma variação da arquitetura pós-modernista, exibe partes da estrutura de construção como peças decorativas essenciais no ambiente e apresenta profundas semelhanças ao seu projeto no Centro de Arte Botín, com suas amplas estruturas em aço ao redor de todo o prédio garantindo fidelidade ao estilo arquitetônico que deu a Piano parte de sua fama. 

A própria cor e estrutura do Centro o faz parecer um prédio vindo direto do que imaginamos ser uma obra além do tempo . Com suas cores neutras, detalhes transparentes e o tom rígido do aço, a peça de arte arquitetônica idealizada por Piano é impossível de ser ignorada.

As amplas paredes de vidro refletem o mar e criam uma aura transcendental e carismática. 

Mais de 2.500m² dedicados a arte

O Centro Botín faz parte de uma iniciativa da Fundação Botín, a maior da Espanha dedicada a produção de projetos sociais e espaços culturais no país. Foram investidos mais de US$ 150 milhões, cerca de 500 milhões de reais.

Ativa desde 1964, a Fundação promove o acesso à cultura e educação cultural através de projetos como o seu Centro de Arte Botín. Hoje, ela já está presente em lugares da América Latina, além de varias cidades na Espanha.

Com dois andares de galeria, em quase 2.500m² dedicados à pura arte, o Centro de Arte Botín também servirá para apresentações teatrais e exibições de filmes, através do anfiteatro instalado na praça de convivência do lado de fora do prédio. 

O Centro promoverá treinamento de áreas criativas para a comunidade de Santander, além das atividades culturais.

Harmonia entre cidade e natureza

Um de seus detalhes mais encantadores está no píer sobre o mar, certificando à construção plena harmonia entre natureza e cidade. Nas mãos de Piano e Vidal, a aparência extremamente tecnológica ganha um viés delicado e pronto para compor a paisagem junto ao que a natureza já conseguiu fazer sozinha. 

Da mesma forma, os edifícios do Centro não impedem a passagem de pedestres, que possuem livre passagem até o mar. Já seu envoltório foi formado por pequenas peças de cerâmica de forma que simulassem o crescimento de células.

O Jardín Pereda, um dos trechos já inaugurados do Centro, oferece um espaço de socialização tranquilo e harmônico em meio a cidade. Todo verão, são realizados diversos eventos culturais no espaço, entre apresentações musicais no anfiteatro, sessões de cinema até concursos de fotografia.

Esse ano, o Jardin funcionará com atividades entre os meses de julho e setembro, meses do verão europeu. 

Ficha Técnica
Nome: Centro Botín | Renzo Piano e Luis Vidal
Arquitetos Responsáveis: Renzo Piano e Luis Vidal
Construção:2012-2016
Localização: Santander, Cantabria, Espanha
Área:6.000m²
Materiais empregados: Predominância do aço e do vidro.
Orçamento: R$ 500 milhões

Fonte: Redação: Equipe Portal Metálica - Lia Gonzaga.

 

Artigo escrito por Equipe Portal Metálica

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2018
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso